segunda-feira, 2 de abril de 2018

DIA INTERNACIONAL DO LIVRO INFANTIL

Esta data é celebrada por iniciativa do Conselho Internacional sobre Literatura para os Jovens (IBBY), que em Portugal é representada pela Associação Portuguesa para a Promoção do Livro Infantil e Juvenil (APPLIJ).

O Dia Internacional do Livro Infantil foi criado em 1967, para homenagear o escritor dinamarquês Hans Christian Andersen, cujo aniversário do nascimento é assinalado a 2 de abril.
Este ano, a mensagem é da poeta INESE ZANDERE, nascida na Letónia em 1958, uma das maiores escritoras de livros para a infância do seu país:
"As pessoas inclinam-se para o ritmo e para o equilíbrio, tal como a energia magnética organiza as aparas de metal numa experiência da física, tal como um floco de neve forma cristais a partir da água.
Num conto de fadas ou num poema, as crianças gostam de repetição, de refrãos e de temas universais, porque eles podem ser reconhecidos uma e outra vez – trazem ao texto regularidade. O mundo ganha uma ordem bonita."
Ler na íntegra aqui.
O lindíssimo cartaz é da autoria da ilustradora Fátima Afonso.
E tantos são os livros e respetivos autores que poderiam ser aqui sugeridos. Na impossibilidade de os assinalar todos, ficam algumas sugestões:
  • A árvore generosa, Shel Silverstein
  • A grande viagem do pequeno Mi, Sandro William Junqueira
  • A manta, Isabel Minhós Martins
  • A rainha das cores, Jutta Bauer
  • Como tu, Ana Luísa Amaral
  • É um livro, Lane Smith
  • O pequeno livro das coisas, João Pedro Mésseder
  • O livro da avó, Luís Silva
  • Papá só mais uma, Ana Oliveira e outros
  • Perdi-me no museu porque..., David Cali
  • Poemas para brincalhar, João Manuel Ribeiro


Sem comentários:

Enviar um comentário