segunda-feira, 23 de abril de 2018

DIA INTERNACIONAL DO LIVRO E DOS DIREITOS DE AUTOR


Hoje comemora-se o Dia Internacional do Livro  e dos Direitos de Autor.  E qual será a melhor forma de comemorar esta data? Lendo, claro!
Então, deixa nos comentários a resposta a uma destas perguntas (ou às duas!):

  1. Que livro estás a ler, neste momento?
  2. Qual o livro mais marcante que já leste até hoje?

Um pouco de História:
O Dia Internacional do Livro começou a ser celebrado em 5 de abril de 1926, em comemoração do nascimento do escritor espanhol Miguel de Cervantes. Em 1930, a data comemorativa foi mudada para 23 de abril, dia do falecimento de Cervantes. Mais tarde, em 1995, a UNESCO instituiu 23 de abril como o Dia Mundial do Livro e do Direito de Autor,visto que, neste dia, se assinala o falecimento de outros escritores, como Josep Pla, escritor catalão, e William Shakespeare, dramaturgo inglês.

6 comentários:

  1. 1- Quem Disser o Contrário é porque tem razão, Mário Cláudio.
    2- Cem anos de Solidão,Gabriel Garcia Marquez e Último Voo do Flamingo, Mia Couto.
    Ter escolhido estes dois foi porque tinha que ser, no entanto houve alguns mais.

    ResponderEliminar
  2. “Os subterrâneos da liberdade” de Jorge Amado, um dos livros mais marcantes, lido pouco tempo depois do fim da ditadura em Portugal, que me fez compreender melhor a luta pela liberdade, o papel da resistência e o valor dos resistentes. Trata-se de uma trilogia que prova ao leitor que vale a pena lutar até ao limite pelos ideais.

    ResponderEliminar
  3. Estou a ler " Os loucos da rua Mazur" de João Pinto Coelho.
    São vários os livros que me marcaram... todos me deixam uma marca. Mas destaco talvez " Capitães da areia" de Jorge Amado e e o " Principezinho" de Saint- Exupery o primeiro pela experiência de dor e de revolta que me propocionou, o segundo pela profundidade dos seus ensinamentos.

    ResponderEliminar
  4. Ora... neste momento não estou a ler nada... e sinto tanta falta! O último livro que li foi "A vida secreta dos intestinos" - surpreendente pela forma divertida como revela as interações dos sistemas do corpo humano. O livro que mais me marcou...se recuar à fase juvenil foi "o Principezinho" que li em português e em francês; na idade adulta e numa vertente mais... profissional...foi "O pecado de Darwin" - onde subtilmente se interligam factos científicos com ficção num romance envolvente.

    ResponderEliminar
  5. 1. "Hiperactividade e défice de atenção", de Pedro Strecht, e "Contos Durienses", de João de Araújo Correia.
    2. "Poesia Toda", de Herberto Helder.

    ResponderEliminar
  6. Neste momento estou a ler "Hoje estarás comigo no paraíso" de Bruno Vieira Amaral. O que mais me marcou ou um dos que mais me arcou foi "O Cruzeiro do Snark" de Jack London.
    Paulo Bastos

    ResponderEliminar