quinta-feira, 21 de dezembro de 2017

OU ISTO OU AQUILO

Cecília Meireles entrou nas bibliotecas das EB1 de Carquejido e de Fontainhas pela mão do seu livro Ou isto ou aquilo, um dos livros propostos para leitura em sala de aula, para educação literária no 2ºano. 
Depois de lidos alguns poemas, inclusivamente com sotaque brasileiro, que alguns alunos imitaram na perfeição, passou-se à escrita. Como a vida é feita de escolhas, ou se tem isto ou aquilo, não se pode ter isto e aquilo ao mesmo tempo, os alunos foram desafiados a selecionar situações em que têm de escolher, tendo em conta a época natalícia e a estação do ano.



Ou isto ou aquilo
No Natal ou se compra e gasta-se o dinheiro
Ou se poupa o dinheiro e não se compra.

Ou vou viajar e não festejo o Natal
Ou festejo o Natal e fico à lareira.

Ou corto o pinheiro e enfeito a casa
Ou não enfeito a casa e poupo o pinheiro.

Quem se porta bem recebe prendas do Pai Natal
Quem não recebe prendas do Pai Natal portou-se mal.

Quem quer prendas escreve uma carta
Quem não escreve cartas não tem prendas.

Quem tem frio aquece-se à lareira
Quem não tem lareira tem frio.

Ou brinco na neve e apanho frio
Ou não apanho frio e brinco fechada.

Se chove e eu ando de bicicleta posso cair
Se não quero cair, não ando de bicicleta à chuva.

Se me divirto à chuva fico doente
Se fico doente não me divirto.


O poema "A bailarina", também inspirou os alunos a escreverem à moda de Cecília Meireles:

Aquela menina tão pequenina quer ser cabeleireira
Não sabe fazer penteados, mas penteia a sua cabeleira.

Aquela menina tão pequenina quer ser polícia
Não conhece nenhum ladrão, mas já tem um cão.

Aquela menina tão pequenina quer ser ginasta
Não sabe fazer um mortal, mas sabe pular no quintal.

Aqueles meninos tão pequeninos querem ser futebolistas
Ainda não têm chuteiras, mas marcam golos com as meias.


Sem comentários:

Enviar um comentário